Menu

Pela terceira vez, parlamento britânico rejeita acordo do Brexit

Primeira-ministra Theresa May afirma que o resultado tem "graves" consequências

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

Os parlamentares em Londres decidiram, nesta sexta-feira (29), não aceitar o acordo feito entre a primeira-ministra Theresa May e a União Europeia (UE) para conduzir a saída britânica do bloco. Esta é a terceira vez que o parlamento rejeita o acordo.

No total, 344 deputados votaram contra e 286 a favor do acordo. Depois da contagem dos votos, Theresa May afirmou que o resultado tem "graves" consequências e admitiu que teme que o parlamento tenha chegado ao limite do processo para a saída do bloco.

Neste final de semana deve ocorrer uma série de votações para ver se o parlamento encontra uma outra alternativa. Mas, o que se sabe, é que a partir de agora, o Reino Unido tem até 12 de abril para informar a União Europeia sobre seus próximos passos. As opções envolvem o cancelamento do Brexit, buscar um prazo maior ou sair do bloco sem um acordo.

 

Cintia Moreira

Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

Os parlamentares em Londres decidiram, nesta sexta-feira (29), não aceitar o acordo feito entre a primeira-ministra Theresa May e a União Europeia (UE) para conduzir a saída britânica do bloco. Esta é a terceira vez que o parlamento rejeita o acordo.

No total, 344 deputados votaram contra e 286 a favor do acordo. Depois da contagem dos votos, Theresa May afirmou que o resultado tem "graves" consequências e admitiu que teme que o parlamento tenha chegado ao limite do processo para a saída do bloco.

Neste final de semana deve ocorrer uma série de votações para ver se o parlamento encontra uma outra alternativa. Mas, o que se sabe, é que a partir de agora, o Reino Unido tem até 12 de abril para informar a União Europeia sobre seus próximos passos. As opções envolvem o cancelamento do Brexit, buscar um prazo maior ou sair do bloco sem um acordo.

Com informações da Deustche Welle, reportagem, Cintia Moreira