Menu

Peru bate Chile e volta à final da Copa América após 44 anos

Flores, Yotún e Guerrero garantiram a classificação peruana

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Reprodução F.P.F.

Está tudo pronto para as finais. Duas partidas nesta quarta-feira (3) definiram os últimos classificados para as decisões da Copa América e da Copa do Mundo de Futebol Feminino.
Começando o giro de resultados pelo campeonato sul-americano, que está rolando aqui no Brasil. Em Porto Alegre, o Peru entrou em campo para enfrentar o Chile, atual bicampeão da competição, na luta pela vaga na final contra o Brasil. E quem se deu bem foram os peruanos, que jogaram com sangue no olho. Em uma atuação de gala, a equipe do Peru conseguiu impor seu ritmo de jogo e anular as principais peças do elenco chileno como Vidal, Aléxis Sanchez e Vargas. 

Aos 20 minutos, após boa trama, Flores abriu o placar para o Peru. O segundo gol também saiu ainda na primeira etapa. O goleiro Arias fez lambança e saiu do gol de maneira completamente errada. Yotún recebeu a bola, dominou no peito e ampliou o contador. 

No segundo tempo o Chile até melhorou o desempenho, mas ainda parava nas boas defesas de Gallese. Aos 45, Tapia certou belo passe para Guerreiro que saiu na cara do gol e com a maior tranquilidade, driblou o goleiro e meteu para o fundo da rede. 

Antes do apito final, o árbitro de vídeo marcou pênalti para o Chile. Vargas quis bater de cavadinha, porém, mais uma vez Gallese apareceu e defendeu a cobrança, tirando onda do atacante. 

Final, Peru três, Chile zero. Os peruanos avançam para a final da Copa América após 44 ano e terá como adversário o Brasil. O jogo está agendado para este domingo (7) às cinco da tarde no Maracanã.

Outra final que está certa é a da Copa do Mundo Feminina. A Holanda surpreendeu e, na prorrogação, venceu a forte Suécia por um a zero. Groenen marcou o gol da classificação das holandesas, que enfrentarão os Estados Unidos na decisão. A partida também será realizada no domingo (7), ao meio dia, horário de Brasília.

                  

Está tudo pronto para as finais. Duas partidas nesta quarta-feira (3) definiram os últimos classificados para as decisões da Copa América e da Copa do Mundo de Futebol Feminino.
Começando o giro de resultados pelo campeonato sul-americano, que está rolando aqui no Brasil. Em Porto Alegre, o Peru entrou em campo para enfrentar o Chile, atual bicampeão da competição, na luta pela vaga na final contra o Brasil. E quem se deu bem foram os peruanos, que jogaram com sangue no olho. Em uma atuação de gala, a equipe do Peru conseguiu impor seu ritmo de jogo e anular as principais peças do elenco chileno como Vidal, Aléxis Sanchez e Vargas. 

Aos 20 minutos, após boa trama, Flores abriu o placar para o Peru. O segundo gol também saiu ainda na primeira etapa. O goleiro Arias fez lambança e saiu do gol de maneira completamente errada. Yotún recebeu a bola, dominou no peito e ampliou o contador. 

No segundo tempo o Chile até melhorou o desempenho, mas ainda parava nas boas defesas de Gallese. Aos 45, Tapia certou belo passe para Guerreiro que saiu na cara do gol e com a maior tranquilidade, driblou o goleiro e meteu para o fundo da rede. 

Antes do apito final, o árbitro de vídeo marcou pênalti para o Chile. Vargas quis bater de cavadinha, porém, mais uma vez Gallese apareceu e defendeu a cobrança, tirando onda do atacante. 

Final, Peru três, Chile zero. Os peruanos avançam para a final da Copa América após 44 ano e terá como adversário o Brasil. O jogo está agendado para este domingo (7) às cinco da tarde no Maracanã.

Outra final que está certa é a da Copa do Mundo Feminina. A Holanda surpreendeu e, na prorrogação, venceu a forte Suécia por um a zero. Groenen marcou o gol da classificação das holandesas, que enfrentarão os Estados Unidos na decisão. A partida também será realizada no domingo (7), ao meio dia, horário de Brasília.

Reportagem, Raphael Costa
 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se