Menu

PORTO ALEGRE (RS): Alunos da escola Governador Ildo Meneghetti disputarão torneio nacional de robótica

Equipe Ildobótica, da Escola Municipal Governador Ildo Meneghetti, criou robô capaz de executar missões no espaço

Banners
Arquivo Pessoal Equipe Ildobótica

O estado do Rio Grande do Sul será representado por 89 estudantes, do ensino fundamental e médio, na etapa nacional do Torneio SESI de Robótica, que será realizado em março, no Rio de Janeiro.

O torneio é uma parceria entre a instituição e a fabricante de brinquedos LEGO, e vale vagas para a etapa mundial do First LEGO League, um programa internacional que incentiva estudantes, de nove a 16 anos, de vários países, a criarem soluções criativas por meio da robótica.

Entre as equipes gaúchas classificadas para o torneio, está a Ildobótica, da Escola Municipal Governador Ildo Meneghetti, de ensino fundamental, de Porto Alegre.

Os alunos criaram um robô, com peças de LEGO, capaz de realizar tarefas que podem facilitar a vida de astronautas em missões no espaço. É que o desafio do torneio, este ano, é o desenvolvimento de alternativas para o bem-estar dos cosmonautas e em pesquisas especiais.

Arquivo Pessoal Equipe Ildobótica

O desenvolvimento do projeto começou em agosto de 2018 e, em outubro, a equipe conseguiu classificação para a etapa nacional durante a regional disputada em Pelotas.

“No ano retrasado, a equipe não conseguiu se classificar [para etapa nacional do torneio]. E não foi por isso que eles ficaram desanimados: ‘agora a gente vai melhorar e, no ano que vem, a gente consegue’. E eles, em nenhum momento, perderam a vontade de participar. Tanto é que eles se classificaram”, relata a professora da Escola Municipal Governador Ildo Meneghetti e instrutora da equipe Ildobótica, Maria da Graça Silva.

A Ildobótica é formada por seis alunos da 8ª série do ensino fundamental ao 1º ano do ensino médio. Alguns estudantes se formaram no ensino fundamental, no ano de 2018, mas, mesmo assim, ainda fazem parte da equipe da escola Governador Ildo Meneghetti, como Bianca da Silva Alves, de 15 anos. Ela conta que o conhecimento adquirido na construção do robô está sendo fundamental para os estudos do ensino médio.

“Eu quero trabalhar no setor da engenharia, assim como eu acho que a maior parte do pessoal que faz robótica. E tem muitas coisas que eu acabo descobrindo aqui na robótica. Eu estudei muita coisa sobre a Lei de Newton, que eu comecei a aprender mais esse ano no colégio. Então foi uma ajuda”, conta Bianca.  

Torneio de Robótica

O Torneio SESI de Robótica FIRST® LEGO® League é um programa internacional de exploração científica, que promove o ensino de ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática, no ambiente escolar, e contribui para o desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais para a vida. A cada ano o torneio estimula o trabalho colaborativo, a criatividade e traz desafios do mundo real para os alunos.

ARB Mais

No início de 2018, a empresa LEGO, em parceria com o SESI, desafiou estudantes das escolas brasileiras com o tema “Into Orbit”, para o desenvolvimento de ideias voltadas para as pesquisas espaciais.

Entre outubro e dezembro do ano passado, foram realizadas etapas regionais para selecionar as melhores propostas e trabalhos. Os alunos escolhidos vão participar da etapa nacional entre 15 e 17 de março. Os melhores colocados podem garantir uma vaga no torneio mundial em Houston, nos Estados Unidos. 

No Rio Grande do Sul, quatro equipes de escolas particulares, uma da rede pública e seis da Rede SESI de Educação, foram classificadas para etapa nacional do torneio.

“Nós temos conseguido uma grande participação, com escolas públicas, com escolas particulares, além de equipes de garagem, o que faz com que a gente tenha trazido para esse movimento o entendimento que a tecnologia é a nossa maior ferramenta, para que a gente possa enfrentar os desafios do século XXI”, ressalta a Gerente de Educação do SESI-RS, Sônia Bier.

Desde 2013, o SESI é o operador oficial do torneio, no Brasil. Nesse período, foram quase 17 mil competidores de mais de 1,7 mil escolas públicas e particulares.
Atualmente, todas as escolas do SESI de ensino fundamental e médio, de todo o Brasil, contam com o programa no currículo, independentemente da participação no torneio.

Saiba Mais

ARB Mais

Cristiano Carlos

Cristiano é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília, com larga experiência em emissoras de rádio, desde 2002. Como repórter trabalha na cobertura do Congresso Nacional, em Brasília, na produção de conteúdos sobre o dia a dia dos bastidores, da atuação dos parlamentares, nas comissões e nos plenários do Senado e Câmara dos Deputados. Acompanhou as campanhas eleitorais nacionais em 2014 e 2018. Também atua nas editorias de educação, saúde e esportes.


Cadastre-se

LOC.: A equipe Ildobótica, composta por seis alunos da Escola Municipal Governador Ildo Meneghetti, de ensino fundamental, em Porto Alegre, vai representar o Rio Grande do Sul na etapa nacional do Torneio SESI de Robótica, em março.

Em disputa está uma vaga para a etapa do mundial de robótica da Primeira Liga LEGO (First LEGO League), nos Estados Unidos.

Os alunos criaram um robô, com peças de LEGO, capaz de realizar tarefas que podem facilitar a vida de astronautas em missões no espaço. É que, o desafio do torneio, este ano, é o desenvolvimento de alternativas para o bem-estar dos cosmonautas e em pesquisas espaciais.

A professora e orientadora da turma, Maria da Graça Silva, conta que mesmo diante das dificuldades enfrentadas no ensino público, os estudantes foram perseverantes e conseguiram, com louvor, conquistar a vaga na etapa nacional do torneio.

TEC./SONORA: Maria da Graça Silva, instrutora 

“No ano retrasado, a equipe não conseguiu se classificar [para etapa nacional do torneio]. E não foi por isso que eles ficaram desanimados: ‘agora a gente vai melhorar e, no ano que vem, a gente consegue’. E eles, em nenhum momento, perderam a vontade de participar. Tanto é que eles se classificaram.”

LOC.: A equipe Ildobótica foi selecionada na etapa regional do Torneio SESI de Robótica realizada no ano passado em Pelotas. Agora, o desafio da equipe é representar o estado na etapa nacional que vai ser realizada, no Rio de Janeiro.

A Gerente de Educação do SESI, no Rio Grande do Sul, Sônia Bier, ressalta que o torneio está, cada vez mais, estimulando as escolas e estudantes do Rio Grande do Sul para o aprendizado das tecnologias.

TEC./SONORA: Sônia Bier, Gerente de Educação do SESI-RS

“Nós temos conseguido uma grande participação, com escolas públicas, com escolas particulares, além de equipes de garagem, o que faz com que a gente tenha trazido para esse movimento o entendimento que a tecnologia é a nossa maior ferramenta, para que a gente possa enfrentar os desafios do século XXI.”

LOC.: No Rio Grande do Sul, quatro equipes de escolas particulares, uma da rede pública e seis da Rede SESI de Educação, foram classificadas para etapa nacional do torneio.

Desde 2013, o SESI é o operador oficial da Torneio SESI de Robótica First LEGO League, no Brasil. Nesse período, quase 17 mil competidores de mais de 1,7 mil escolas públicas e particulares participaram do torneio.

Reportagem, Cristiano Carlos