Menu

Presidente Jair Bolsonaro discursa após críticas de Sérgio Moro

Durante o seu discurso o Presidente ressaltou que tentou dialogar com o agora ex-ministro sobre a substituição da direção da Polícia Federal

Banners
Foto: Carolina Antunes/PR

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, se pronunciou na tarde desta sexta-feira (24), no Palácio do Planalto, sobre as críticas feitas pelo então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em relação a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo. Durante o seu discurso o Presidente ressaltou que tentou dialogar com o agora ex-ministro sobre a substituição da direção da Polícia Federal. Segundo, Jair Bolsonaro, Mauricio Valeixo já tinha indicado o desejo de se afastar do cargo.

“O que eu quero, e o que nós queremos da Polícia Federal, que ela seja usada na sua plenitude. Que as suas operações sejam no mínimo mantidas. Do que depender de mim potencializadas. E no momento, o senhor Valeixo disse, que estava cansado. Eu comecei a fazer gestões junto ao ministro para trocar o diretor geral da Polícia Federal. Era a intenção dele, como ele interpelou ontem. Que desde janeiro queria sair. Nós cansamos, nós não somos máquinas”. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou ainda durante o seu pronunciamento, que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública teria colocado condições para a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo.

“Mais de uma vez o senhor Sérgio Moro me disse: “ Você pode trocar o Valeixo, sim.” Mas em novembro depois que o senhor me indicar para o Supremo Tribunal Federal. Me desculpe, mas não é por aí. Reconheço as suas qualidades. Chegando lá, se um dia chegar pode fazer um bom trabalho. Mas eu não troco. E outra coisa, é desmoralizante para um presidente”. 

A publicação sobre a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo foi divulgada hoje no Diário Oficial da União (DOU). A exoneração do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ainda não foi oficializada até o momento.
 

Alexandre Penido

Profissional com bacharelado em Comunicação Social - Jornalismo, com mais de 11 anos de formado. Nove anos de experiência profissional em assessoria de imprensa e radiojornalismo institucional, relacionados à saúde e à política. Atuação em campanha política de rádioweb e coordenação da Web Rádio Saúde do Ministério da Saúde. Participação no atendimento de temas relevantes para saúde como Zika Vírus, Mais Médicos, Gripe, Ebola, Judicialização de medicamentos, Orçamento da Saúde, Economia da Saúde.


Cadastre-se

LOC:. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, se pronunciou na tarde desta sexta-feira (24), no Palácio do Planalto, sobre as críticas feitas pelo então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em relação a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo. Durante o seu discurso o Presidente ressaltou que tentou dialogar com o agora ex-ministro sobre a substituição da direção da Polícia Federal. Segundo, Jair Bolsonaro, Mauricio Valeixo já tinha indicado o desejo de se afastar do cargo.

TEC./SONORA:. Presidente da República – Jair Bolsonaro
 

“O que eu quero, e o que nós queremos da Polícia Federal, que ela seja usada na sua plenitude. Que as suas operações sejam no mínimo mantidas. Do que depender de mim potencializadas. E no momento, o senhor Valeixo disse, que estava cansado. Eu comecei a fazer gestões junto ao ministro para trocar o diretor geral da Polícia Federal. Era a intenção dele, como ele interpelou ontem. Que desde janeiro queria sair. Nós cansamos, nós não somos máquinas”. 

LOC:. O presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou ainda durante o seu pronunciamento, que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública teria colocado condições para a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo.

TEC./SONORA:. Presidente da República – Jair Bolsonaro
 

“Mais de uma vez o senhor Sérgio Moro me disse: “ Você pode trocar o Valeixo, sim.” Mas em novembro depois que o senhor me indicar para o Supremo Tribunal Federal. Me desculpe, mas não é por aí. Reconheço as suas qualidades. Chegando lá, se um dia chegar pode fazer um bom trabalho. Mas eu não troco. E outra coisa, é desmoralizante para um presidente”. 

LOC:. A publicação sobre a exoneração do diretor geral da Polícia Federal, Mauricio Valeixo foi divulgada hoje no Diário Oficial da União (DOU). A exoneração do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ainda não foi oficializada até o momento.