Menu

Queen será atração principal da cerimônia do Oscar 2019

Banda britânica é protagonista do filme “Bohemian Rhapsody”, indicado ao prêmio de melhor filme

Banners
Foto: Divulgação/Bohemian Rhapsody

O Queen, banda de sucesso mundial, será a atração principal da cerimônia do Oscar neste domingo, às dez da noite, horário de Brasília. A informação foi confirmada pela organização do evento. Curiosamente, o conjunto britânico é protagonista do filme “Bohemian Rhapsody”, indicado ao prêmio de melhor filme.

O longa recebeu cinco indicações, inclusive de melhor ator para Rami Malek, que interpretou o ex-vocalista Freddie Mercury na trama. O cantor morreu aos 45 anos de idade em 1991. A banda atualmente é composta por Brian May e Roger Taylor, membros originais, e tem Adam Lambert nos vocais.

Rami Malek como Freddie Mercury em cena de Bohemian Rhapsody - Foto: Reprodução/YouTube

“Bohemian Rhapsody” já arrecadou mais de 850 milhões de dólares nas bilheterias de todo o mundo e se tornou a cinebiografia musical mais bem-sucedida da história. 

Tácido Rodrigues

Tácido iniciou a carreira profissional em assessoria de imprensa. Cobriu importantes eventos como: o impeachment de Dilma e a Posse de Michel Temer. Leitor voraz e fanático por futebol, já escreveu diversas matérias para sites especializados. Desde 2018, é chefe de reportagem da redação da Agência do Rádio


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

O Queen, banda de sucesso mundial, será a atração principal da cerimônia do Oscar neste domingo, às dez da noite, horário de Brasília. A informação foi confirmada pela organização do evento. Curiosamente, o conjunto britânico é protagonista do filme “Bohemian Rhapsody”, indicado ao prêmio de melhor filme.

O longa recebeu cinco indicações, inclusive de melhor ator para Rami Malek, que interpretou o ex-vocalista Freddie Mercury na trama. O cantor morreu aos 45 anos de idade em 1991. A banda atualmente é composta por Brian May e Roger Taylor, membros originais, e tem Adam Lambert nos vocais.

“Bohemian Rhapsody” já arrecadou mais de 850 milhões de dólares nas bilheterias de todo o mundo e se tornou a cinebiografia musical mais bem-sucedida da história. 

Reportagem, Tácido Rodrigues