Menu

RIO DE JANEIRO (RJ): Torneio nacional de robótica tem equipe da capital entre as favoritas

Alunos do colégio Liceu Franco-Brasileiro vão em busca de vagas para o mundial de robótica que será disputado nos Estados Unidos; etapa nacional é neste fim de semana no Pier Mauá

Banners
Equipe FrancoDroid - Arquivo Pessoal

A cidade do Rio de Janeiro será palco da etapa nacional do Torneio SESI de Robótica FIRST® LEGO® League. A competição reunirá, a partir desta sexta-feira (15), estudantes de todo o Brasil, e vai até domingo (15), Pier Mauá (Avenida Rodrigues Alves, 20).

O torneio é uma parceria entre o SESI e a fabricante de brinquedos LEGO. Ele vale vagas para a etapa mundial do First LEGO League, um programa internacional que incentiva estudantes, de nove a 16 anos, de vários países, a criarem soluções criativas por meio da robótica. A equipe “FrancoDroid”, do colégio Liceu Franco-Brasileiro, representará a cidade do Rio na competição.  

Os alunos do Liceu Franco-Brasileiro criaram um robô, com peças de LEGO, capaz de simular tarefas que podem facilitar a vida dos astronautas em missões no espaço. É que o desafio desta edição do torneio é o desenvolvimento de alternativas para o bem-estar dos cosmonautas e em pesquisas especiais.

O robô é capaz de simular, entre outras habilidades, trabalhos de alinhamentos de satélites e realocação de placas solares, de forma autônoma.

“Com o nosso robô, conseguimos fazer várias coisas. Por exemplo: resgatar o astronauta. O nosso robô simula esse resgate. A gente também consegue levar satélites para um determinado ponto”, conta a professora e instrutora da equipe do colégio Liceu Franco-Brasileiro, Rosângela Nezi.

Robô Equipe FrancoDroid - Arquivo Pessoal

A equipe “FrancoDroid” é formada por oito estudantes, da primeira série ao segundo ano do ensino médio. Em dezembro, a equipe conseguiu classificação para a etapa nacional no torneio regional realizado em Curitiba, Paraná.  

Os alunos ficaram em primeiro lugar e levaram o prêmio Champion's Award, que contempla os melhores resultados gerais no torneio, em todas as categorias: desafio do robô e projeto de pesquisa. O feito coloca a equipe do Rio de Janeiro entre as favoritas no torneio nacional.

Além do desempenho do robô, os estudantes cariocas apresentaram projeto de pesquisa que prevê a criação de um coletor menstrual, ou seja, um reservatório pessoal de coleta de sangue menstrual para o auxílio das mulheres astronautas.

“A gente descobriu que tem um coletor menstrual que já está no mercado há algum tempo – várias mulheres usam e gostam. Só que teria problema, no espaço, por conta da falta de gravidade. Então, quando a mulher fosse fazer sua higiene, esse sangue se dissiparia dentro da aeronave. Então, a gente criou uma película protetora. Quando o sangue entra, não consegue sair”, explica Rosângela Nezi.

Torneio de Robótica

O Torneio SESI de Robótica FIRST® LEGO® League é um programa internacional de exploração científica, que promove o ensino de ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática no ambiente escolar e contribui para o desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais para a vida. A cada ano o torneio estimula o trabalho colaborativo, a criatividade e traz desafios do mundo real para os alunos, em todo o mundo.

No início de 2018, a empresa LEGO, em parceria com o SESI, desafiou estudantes das escolas brasileiras com o tema “Into Orbit”, para o desenvolvimento de ideias voltadas para as pesquisas espaciais.

Entre outubro e dezembro de 2018, foram realizadas etapas regionais para selecionar as melhores propostas e trabalhos. Os alunos escolhidos vão participar da etapa nacional entre 15 e 17 de março. Os melhores colocados podem garantir uma vaga no torneio mundial em Houston, nos Estados Unidos. 

“Quando a gente fala de tecnologia, muitas vezes, as pessoas tendem a separar a tecnologia das outras áreas do conhecimento. Não. [A tecnologia] está inserida em todas as áreas do conhecimento. A questão do desenvolvimento ficou bastante importante. E a gente tem essa felicidade de ser sede dessa atividade aqui, no Rio de Janeiro. É muito importante para nossas escolas”, ressalta o gerente de Educação Básica do SESI-RJ, Giovani Lima.

Desde 2013, o SESI é o operador oficial da Torneio SESI de Robótica First LEGO League, no Brasil. Nesse período, foram quase 17 mil competidores de mais de 1,7 mil escolas públicas e particulares.

Atualmente, todas as escolas do SESI de ensino fundamental e médio, de todo o Brasil, contam com o programa no currículo, independentemente da participação no torneio.
 

Saiba Mais

ARB Mais
 

Cristiano Carlos

Cristiano é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília, com larga experiência em emissoras de rádio, desde 2002. Como repórter trabalha na cobertura do Congresso Nacional, em Brasília, na produção de conteúdos sobre o dia a dia dos bastidores, da atuação dos parlamentares, nas comissões e nos plenários do Senado e Câmara dos Deputados. Acompanhou as campanhas eleitorais nacionais em 2014 e 2018. Também atua nas editorias de educação, saúde e esportes.


Cadastre-se

LOC.: A equipe “FrancoDroid”, do colégio Liceu Franco-Brasileiro, vai representar a cidade do Rio de Janeiro na etapa nacional do Torneio SESI de Robótica. O torneio vai reunir estudantes de todo o Brasil, a partir desta sexta-feira (15), no Pier Mauá, que fica na Avenida Rodrigues Alves, número 20.   

Os alunos criaram um robô, com peças de LEGO, capaz de simular tarefas que podem facilitar a vida dos astronautas em missões no espaço. É que o desafio desta edição do torneio é o desenvolvimento de alternativas para o bem-estar dos cosmonautas e em pesquisas especiais.

O robô dos estudantes é capaz de simular, entre outras habilidades, trabalhos de alinhamentos de satélites e realocação de placas solares, de forma autônoma, como explica a professora e instrutora da equipe, Rosângela Nezi.

TEC./SONORA: Professora e instrutora da equipe FrancoDroid, do colégio Franco-Brasileiro, Rosângela Nezi.

“Com o nosso robô, conseguimos fazer várias coisas. Por exemplo: resgatar o astronauta. O nosso robô simula esse resgate. A gente também consegue levar satélites para um determinado ponto.”

LOC.: A equipe “FrancoDroid” é formada por oito estudantes, da primeira série ao segundo ano do ensino fundamental. Em dezembro, a equipe conseguiu classificação para a etapa nacional, durante o torneio regional realizado em Curitiba, Paraná. 

Os alunos ficaram em primeiro lugar geral no torneio, em todas as categorias: desafio do robô e projeto de pesquisa. O feito coloca a equipe do Rio de Janeiro entre as favoritas no torneio nacional.

O gerente de Educação Básica do SESI, no Rio de Janeiro, Giovani Lima, ressalta que o torneio de robótica valoriza o estudo das tecnologias, em todas as etapas do aprendizado dos estudantes.

TEC./SONORA: Giovani Lima, Gerente de Educação Básica do SESI-RJ

“Quando a gente fala de tecnologia, muitas vezes, as pessoas tendem separar a tecnologia das outras áreas do conhecimento. Não. Está inserida em todas as áreas do conhecimento. A questão do desenvolvimento ficou bastante importante. E a gente ter essa felicidade de ser sede dessa atividade aqui, no Rio de Janeiro. É muito importante para nossas escolas.” 

LOC.: Desde 2013, o SESI é o operador oficial do Torneio SESI de Robótica, First LEGO League, no Brasil. Nesse período, quase 17 mil competidores de mais de 1,7 mil escolas públicas e particulares participaram do torneio. Este ano, a competição nacional vale vagas para disputa da etapa mundial que será realizada em Houston, nos Estados Unidos.  

Reportagem, Cristiano Carlos