Menu

RONDÔNIA: Especialista orienta mães a doarem leite materno

Em 2019, a doação de leite materno beneficiou 183 bebês prematuros ou com baixo peso, internados em UTIs neonatais de Rondônia.

Banners
Créditos: Ministério da Saúde

Em 2019, a doação de leite materno beneficiou 183 bebês prematuros ou com baixo peso, internados em UTIs neonatais de Rondônia. Foram quase 170 litros registrados pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBLH), no período. 

Saiba onde doar leite materno em Rondônia

Mesmo com toda ajuda, o número de doações de leite materno ainda é considerado baixo em relação à demanda. Segundo o Ministério da Saúde, em 2018, o volume coletado em todo o Brasil foi de 186 mil litros. Desses, foram distribuídos 141 mil litros, beneficiando 160 mil recém-nascidos. Tal quantidade representa 55% da real demanda por leite humano no país.

Preocupada com a situação, a nutricionista do Banco de Leite Humano Santa Ágata, de Porto Velho-RO, Rejane Fernandes, orienta as mães que amamentam a doarem seu leite.

 “O leite humano é capaz de salvar a vida desses bebês. A gente percebe isso claramente nas intercorrências entre um bebê que não está com leite humano e um bebê que está com o leite humano. E assim, muitas vezes a mulher deixa de doar por desconhecimento do quanto isso é benéfico para esses bebês e do quanto isso é benéfico para o próprio bebê dela.”

Moradora de Porto Velho, Francikelle conta o porquê da decisão.

“Entendendo o que as crianças precisavam, eu comecei a doar meu leite. A partir do momento que eu comecei a doar, me preocupo se o meu leite está ‘diminuindo’. Não só pela minha filha, mas para outras crianças que necessitam desse leite, para ganhar força.”

Então, faça a sua parte, mãe. Saiba que apenas 1 pote de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia, e 1 ml pode ser o suficiente para uma refeição de muitos desses bebês prematuros na UTI neonatal.

Em todo o estado, existem duas unidades disponíveis às mães que quiserem doar. Uma delas é o Banco de Leite Humano Santa Ágata, onde a nutricionista Rejane trabalha. Ele fica na Avenida Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho, e também está à disposição pelo número (69) 3216-5715. Repetindo: (69) 3216-5715.

A outra unidade, também em Porto Velho, é o Posto de Coleta de Leite Humano Ernandes Índio, localizado na Avenida Mamoré. Para entrar em contato, o telefone é o (69) 3901-3266. Repetindo: (69) 3901-3266. 

Doe leite materno, alimente a vida. Para mais informações, acesse: www.saude.gov.br/doacaodeleite. 
 

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: Em 2019, a doação de leite materno beneficiou 183 bebês prematuros ou com baixo peso, internados em UTIs neonatais de Rondônia. Foram quase 170 litros registrados pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBLH), no período. 

Mesmo com toda ajuda, o número de doações de leite materno ainda é considerado baixo em relação à demanda. Segundo o Ministério da Saúde, em 2018, o volume coletado em todo o Brasil foi de 186 mil litros. Desses, foram distribuídos 141 mil litros, beneficiando 160 mil recém-nascidos. Tal quantidade representa 55% da real demanda por leite humano no país.

Preocupada com a situação, a nutricionista do Banco de Leite Humano Santa Ágata, de Porto Velho-RO, Rejane Fernandes, orienta as mães que amamentam a doarem seu leite.
 

TEC./SONORA: Rejane Fernandes, nutricionista do Banco de Leite Humano Santa Ágata, de Porto Velho-RO. 

“O leite humano é capaz de salvar a vida desses bebês. A gente percebe isso claramente nas intercorrências entre um bebê que não está com leite humano e um bebê que está com o leite humano. E assim, muitas vezes a mulher deixa de doar por desconhecimento do quanto isso é benéfico para esses bebês e do quanto isso é benéfico para o próprio bebê dela.”
 

LOC.: Há sete meses, a estudante de 27 anos, Francikelle Soares de Almeida começou a doar seu leite, ao ter a pequena Ana Lívia.

Moradora de Porto Velho, Francikelle conta o porquê da decisão.

TEC./SONORA: Francikelle Soares de Almeida, estudante e doadora de leite

“Entendendo o que as crianças precisavam, eu comecei a doar meu leite. A partir do momento que eu comecei a doar, me preocupo se o meu leite está ‘diminuindo’. Não só pela minha filha, mas para outras crianças que necessitam desse leite, para ganhar força.”
 

LOC.: Então, faça a sua parte, mãe. Saiba que apenas 1 pote de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia, e 1 ml pode ser o suficiente para uma refeição de muitos desses bebês prematuros na UTI neonatal.

Em todo o estado, existem duas unidades disponíveis às mães que quiserem doar. Uma delas é o Banco de Leite Humano Santa Ágata, onde a nutricionista Rejane trabalha. Ele fica na Avenida Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho, e também está à disposição pelo número (69) 3216-5715. Repetindo: (69) 3216-5715.

A outra unidade, também em Porto Velho, é o Posto de Coleta de Leite Humano Ernandes Índio, localizado na Avenida Mamoré. Para entrar em contato, o telefone é o (69) 3901-3266. Repetindo: (69) 3901-3266. 

Doe leite materno, alimente a vida. Para mais informações, acesse: www.saude.gov.br/doacaodeleite.