Menu

Roraima terá de qualificar 8 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023

Segundo Mapa do Trabalho Industrial, do SENAI, áreas de energia e informática demandarão técnicos capacitados em quatro anos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Divulgação/SENAI

O estado de Roraima terá de qualificar 8.667 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo a gerente educacional do SENAI em Roraima, Jamile Vasconcelos, além dos setores de energia e informática, uma área que terá bastante demanda nos próximos anos no estado é a de construção civil. Com a construção de termelétricas, diversas empresas já procuraram o SENAI para fechar parcerias de capacitação de funcionários. Jamile contou que apenas uma empresa, que ainda está em negociação com a instituição, pretende contratar pelo menos 1.200 pessoas.

“É importante os jovens se qualificarem e pensarem no futuro, porque a gente tem visto que está cada vez mais difícil ingressar no mercado. Quando você tem qualificação profissional, você tem um diferencial e sai na frente para conseguir uma vaga de emprego. As empresas que nos procuram sempre querem pessoas qualificadas e que se destaquem no curso”, apontou Jamile.

O setor de energia e telecomunicações, que lidera a demanda para os próximos quatro anos, vai precisar de 566 novos profissionais. Além da área de informática, que demandará 473.

Por conta dessa janela de oportunidades nos próximos anos, o deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR) entende que instituições como SENAI e institutos federais devem receber investimentos para qualificar os trabalhadores. “O Sistema S, por exemplo, tem sido fundamental ao capacitar mão de obra técnica, não só para Roraima, mas para o Brasil. Tem feito um trabalho meritório no nosso estado”, explicou.

Qualificação profissional

O Mapa do Trabalho Industrial mostra que entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados, estão as de trabalhadores de instalações elétricas (197); e padeiros, confeiteiros e afins (175).

Arte: Sabrine Cruz e Italo Novais/Agência do Rádio Mais

Arte: Sabrine Cruz e Italo Novais/Agência do Rádio Mais

Já a demanda por capacitação de profissionais com formação técnica em Roraima será maior nas áreas de energia e telecomunicações; informática; transversais; metalmecânica e construção. Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção. 

Os jovens que tiverem interesse em uma dessas áreas podem acessar o site rr.senai.br ou comparecer a uma das unidades do SENAI no estado. Mais informações podem consultadas pelo telefone (95) 2121-5050.

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

LOC.: O estado de Roraima terá de qualificar 8.667 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo a gerente educacional do SENAI em Roraima, Jamile Vasconcelos, além dos setores de energia e informática, uma área que terá bastante demanda nos próximos anos no estado é a de construção civil. Com a construção de termelétricas, diversas empresas já procuraram o SENAI para fechar parcerias de capacitação de funcionários. Jamile contou que apenas uma empresa, que ainda está em negociação com a instituição, pretende contratar pelo menos 1.200 pessoas.

TEC./SONORA: Jamile Vasconcelos, gerente educacional do SENAI-RR

“É importante os jovens se qualificarem e pensarem no futuro, porque a gente tem visto que está cada vez mais difícil ingressar no mercado. Quando você tem qualificação profissional, você tem um diferencial e sai na frente para conseguir uma vaga de emprego. As empresas que nos procuram sempre querem pessoas qualificadas e que se destaquem no curso.”

LOC.: O setor de energia e telecomunicações, que lidera a demanda para os próximos quatro anos, vai precisar de 566 novos profissionais. Além da área de informática, que demandará 473.

Por conta dessa janela de oportunidades nos próximos anos, o deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR) entende que instituições como SENAI e institutos federais devem receber investimentos para qualificar os trabalhadores.

TEC./SONORA: deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR)

“O Sistema S, por exemplo, tem sido fundamental ao capacitar mão de obra técnica, não só para Roraima, mas para o Brasil. Tem feito um trabalho meritório no nosso estado.”

LOC.: O Mapa do Trabalho Industrial mostra ainda que entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados, estão as de trabalhadores de instalações elétricas (197); e de padeiros, confeiteiros e afins (175). Mais informações podem consultadas pelo telefone (95) 2121-5050. Repetindo: (95) 2121-5050.

Reportagem, Sara Rodrigues