Menu

RS: Unidades móveis do SENAI oferecem nove cursos à população

No total, 15 estruturas itinerantes são utilizadas em cidades gaúchas sem unidades fixas ou que são de difícil acesso

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Divulgação SENAI/RS

Para os gaúchos que moram em cidades sem unidades fixas ou que são de difícil acesso, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Rio Grande do Sul oferece 15 unidades móveis, com serviços de educação, capacitação e formação de profissionais no estado. 

A população pode fazer cursos de Panificação e Confeitaria; Soldagem; Construção Civil; Automação Industrial; Confecção Têxtil; Usinagem a Comando Numérico Computadorizado (CNC); Trabalho em Altura e Espaço Confinado; Mecânica de Refrigeração; e Mecânica Automotiva.

Essas estruturas itinerantes são montadas em carretas e permitem que qualquer pessoa tenha acesso a qualificação profissional.

Foto: Divulgação SENAI/RS

O analista técnico da Gerência de Desenvolvimento Educacional do SENAI do Rio Grande do Sul Adriano Breitenbach ressalta que, em tempos de crise e desemprego, essa é uma oportunidade para os gaúchos enriquecerem o currículo e tentarem uma vaga no mercado de trabalho.

“Os cursos chegam a regiões que, às vezes, não possuem toda uma estrutura de redes de escolas. Não há uma estrutura física do SENAI e muito menos de outras redes de ensino profissionalizante. Então, é uma oportunidade, às vezes única, de participação de um curso profissionalizante”, explica.

Um dos beneficiados pelas unidades móveis do SENAI foi o funcionário público Jair José Laner, de 48 anos. Morador de Passo Fundo, ele participou no mês passado do curso de Panificação e Confeitaria voltado para a produção de hambúrgueres artesanais. Apesar de ter um emprego fixo, Jair viu, por meio do curso, uma oportunidade e pretende empreender nessa área. 

“No meu caso, eu já tenho um emprego fixo. Mas para quem não tem, eu vejo como uma oportunidade. Isso, no mínimo, é uma oportunidade de capacitação de uma pessoa extremamente qualificada para a vaga de emprego. E quem é mais proativo, a pessoa que tiver um pouquinho de iniciativa, com esse curso, vai estar capacitada para ser um microempreendedor individual. O curso te dá uma qualificação muito boa”, afirma.

O Senai é das instituições que integram o Sistema S. Esse sistema é composto por nove instituições e atua, prioritariamente, nas áreas de educação básica, ensino profissionalizante, saúde e segurança do trabalho e qualidade de vida do trabalhador.

Flexibilidade

Todas as unidades móveis são equipadas com máquinas, equipamentos, materiais didáticos e possuem salas de aula e laboratórios capazes de oferecer diversos recursos educacionais para a população. Os estudantes passam por experiências teóricas e práticas durante os cursos. As estruturas itinerantes passam até três meses em cada cidade e seguem para um novo destino para atender novos alunos. 

Jair Laner elogia a estrutura e os equipamentos da unidade móvel em que teve suas aulas. “A estrutura atendeu bem à expectativa, dá conta daquilo que foi proposto. Tivemos um professor altamente qualificado e um curso muito produtivo. Foi uma experiência muito boa”, completa.

A principal característica deste formato é a flexibilidade para contemplar as necessidades da indústria. As unidades móveis alcançam centenas de municípios, atendendo empresas e usuários em diferentes pontos do estado. 

“Não são todos as localidades que contemplam cursos, que têm cursos daquela determinada área e que a unidade móvel atende. Então, nós garantimos que diversas áreas industriais, onde não há escolas que tenham aqueles cursos, sejam atendidas por unidades móveis, que nós chamamos de mobilidade. Então, o nosso atendimento é com foco na mobilidade e conseguimos atingir todas as regiões do estado do Rio Grande do Sul”, explica Breitembach.

Construção Civil 

Em fevereiro, o SENAI lançou uma nova unidade móvel. A estrutura é voltada para o setor de Construção Civil e possui capacidade para até dez alunos. Os cursos oferecidos são de Antenista Digital e Pequenos Reparos em Alvenaria, em Hidráulica, em Revestimentos Cerâmicos, em Pintura Residencial, em Móveis, em Gesso - Sistema Drywal, e em Eletricidade Residencial. Todos com oito horas de duração. A unidade pode atender em locais de eventos e oferece novas oportunidades às comunidades.

A expectativa do SENAI gaúcho é atender, em breve, demandas de Eletrônica e Automação Residencial e de Mecânica de Motocicletas, com unidades móveis que estão em fase de estruturação. 

Segundo Adriano Breitenbach, as unidades móveis oferecem cursos de acordo com a demanda da indústria do local onde irão se instalar. “As escolas que nós chamamos de unidades operacionais conhecem a realidade do mercado daquela região. Por exemplo, a nossa região da Serra tem uma realidade, a região da Fronteira já tem outra, a Região Metropolitana pode ter alguns aspectos diferentes. Então, são as nossas unidades operacionais que ficam distribuídas no estado do Rio Grande do Sul que prospectam o curso, conhecem a necessidade daquela indústria, daquela comunidade”, salienta.

Foto: Divulgação SENAI/RS

Para saber se alguma unidade móvel vai estar na sua cidade, basta ligar no 0800-518-555 ou acessar senairs.org.br.

O Serviço Social da Indústria (SESI) do Rio Grande do Sul também utiliza unidades móveis para atender à população do estado. São 34 estruturas itinerantes utilizadas para oferecer educação e promover a qualidade de vida do trabalhador em seus locais de trabalho. Entre os serviços, estão exames odontológicos, de audiometria e de saúde ocupacional. 

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.


Cadastre-se

O Rio Grande do Sul conta com 15 unidades móveis do SENAI para que a população tenha acesso a serviços de educação, capacitação e formação de profissionais em todo o estado, inclusive em cidades sem unidades fixas ou que são de difícil acesso. 

Essas unidades móveis oferecem nove cursos: de Panificação e Confeitaria, Soldagem, Construção Civil, Automação Industrial, Confecção Têxtil, Usinagem a Comando Numérico Computadorizado (CNC), Trabalho em Altura e Espaço Confinado, Mecânica de Refrigeração e Mecânica Automotiva.

A principal característica deste formato é a flexibilidade para atender às necessidades da indústria. Isso porque as unidades móveis alcançam a maioria dos municípios gaúchos, que tem suas peculiaridades econômicas e sociais. É o que explica o analista técnico da Gerência de Desenvolvimento Educacional do SENAI do Rio Grande do Sul, Adriano Breitenbach.

“Não são todos as localidades que contemplam cursos, que têm cursos daquela determinada área e que a unidade móvel atende. Então nós garantimos que em diversas áreas industriais onde não há escolas que tenham aqueles cursos, elas são atendidas por unidades móveis, que nós chamamos de mobilidade. Então o nosso atendimento é com foco na mobilidade e conseguimos atingir todas as regiões do estado do Rio Grande do Sul”.

Um dos beneficiados pelas unidades móveis do SENAI foi o funcionário público Jair José Laner, de 48 anos. Morador de Passo Fundo, ele participou no mês passado do curso de Panificação e Confeitaria voltado para a produção de hambúrgueres artesanais. Apesar de ter um emprego fixo, Jair viu, através do curso, uma oportunidade e pretende empreender nessa área. 

“A estrutura atendeu bem à expectativa, dá conta daquilo que foi proposto, muito tranquilo. Um professor altamente qualificado, um curso muito produtivo. Foi uma experiência muito boa”.

Além das unidades que já estão operando, a expectativa do SENAI do Rio Grande do Sul é atender, em breve, demandas de Eletrônica e Automação Residencial e de Mecânica de Motocicletas, com unidades móveis que estão em fase de estruturação.

Para saber se alguma unidade móvel vai estar na sua cidade, basta ligar no 0800-518-555 ou acessar senairs.org.br.

O Serviço Social da Indústria (SESI) do Rio Grande do Sul também utiliza unidades móveis para atender à população do estado. São 34 estruturas itinerantes utilizadas para oferecer educação e promover a qualidade de vida do trabalhador em seus locais de trabalho. Entre os serviços, estão exames odontológicos, de audiometria e de saúde ocupacional. 

Reportagem, Paulo Henrique Gomes