Menu

Safra de grãos em janeiro deve ter alta de 1,9% segundo IBGE

Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve ser de 230,7 milhões de toneladas

  • Repórter Raphael Costa
  • Data de publicação: 12 de Fevereiro de 2019, 12:01h
Banners

Por Raphael Costa

A produção de grãos em janeiro deve ter um aumento de 1,9%. A alta tem como comparativo a produção de janeiro de 2018. O resultado foi divulgado nesta terça-feira (12) pelo IBGE, no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola.

Segundo a publicação, a produção analisada, que soma cereais, leguminosas e oleaginosas em janeiro ficará em 203,7 milhões de toneladas, mais de quatro milhões de toneladas acima do ano passado. 

Apesar do resultado positivo, o volume fica abaixo da expectativa divulgada no início do ano, sendo 1,2% menor do que a primeira estimativa. A área a ser colhida é de 62,1 milhões de hectares, um aumento de 2% com relação a área plantada em 2018.

Somados, arroz, milho e soja representam 93,3% da estimativa dessa produção e correspondem por 87,4% da área a ser colhido. Destaque para o milho, que teve um aumento de 3,6% em sua área, em comparação com 2018. 

Entre os estados, o Mato Grosso segue como o maior produtor de grãos do país, responsável por 26%, seguido do Paraná com 16% da produção. 

 

Comente...

Cadastre-se

A produção de grãos em janeiro deve ter um aumento de 1,9%. A alta tem como comparativo a produção de janeiro de 2018. O resultado foi divulgado nesta terça-feira (12) pelo IBGE, no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola.

Segundo a publicação, a produção analisada, que soma cereais, leguminosas e oleaginosas em janeiro ficará em 203,7 milhões de toneladas, mais de quatro milhões de toneladas acima do ano passado. 

Apesar do resultado positivo, o volume fica abaixo da expectativa divulgada no início do ano, sendo 1,2% menor do que a primeira estimativa. A área a ser colhida é de 62,1 milhões de hectares, um aumento de 2% com relação a área plantada em 2018.

Somados, arroz, milho e soja representam 93,3% da estimativa dessa produção e correspondem por 87,4% da área a ser colhida. Destaque para o milho, que teve um aumento de 3,6% em sua área, em comparação com 2018. 

Entre os estados, o Mato Grosso segue como o maior produtor de grãos do país, responsável por 26%, seguido do Paraná com 16% da produção. 

Reportagem, Raphael Costa