Menu

Sergio Moro se reúne com presidente do Paraguai para discutir ações contra tráfico de drogas

Ministra da Segurança da Argentina também participa da reunião, em Pedro Juan Caballero, fronteira com o Mato Grosso do Sul

Banners
Foto: Agência Brasil

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, está no Paraguai para se reunir com o presidente do país vizinho, Mario Abdo Benitez, e com a ministra de Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

O encontro tem objetivo de integrar ações, entre Brasil, Paraguai e Argentina, no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras dos três países. 

Em Ponta Porã, por exemplo, cidade mato-grossense que faz fronteira com o Paraguai, passam os principais carregamentos de drogas e armas para o Brasil. 

A cidade é alvo de facções criminosas na disputa pelo controle de venda de drogas na região. Os conflitos se agravaram em 2016 quando o traficante Jorge Rafaat, que era conhecido como o rei da fronteira, foi executado por rivais, supostamente. 

O encontro entre Sérgio Moro, o presidente do Paraguai e a ministra da Segurança da Argentina estava marcado para a tarde desta segunda-feira (03), na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

Cristiano Carlos

Cristiano é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília, com larga experiência em emissoras de rádio, desde 2002. Como repórter trabalha na cobertura do Congresso Nacional, em Brasília, na produção de conteúdos sobre o dia a dia dos bastidores, da atuação dos parlamentares, nas comissões e nos plenários do Senado e Câmara dos Deputados. Acompanhou as campanhas eleitorais nacionais em 2014 e 2018. Também atua nas editorias de educação, saúde e esportes.


Cadastre-se

LOC.: O ministro da Justiça, Sérgio Moro, está no Paraguai para se reunir com o presidente do país vizinho, Mario Abdo Benitez, e com a ministra de Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

O encontro tem objetivo de integrar ações, entre Brasil, Paraguai e Argentina, no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras dos três países. 

Em Ponta Porã, por exemplo, cidade mato-grossense que faz fronteira com o Paraguai, passam os principais carregamentos de drogas e armas para o Brasil. 

A cidade é alvo de facções criminosas na disputa pelo controle de venda de drogas na região. Os conflitos se agravaram em 2016 quando o traficante Jorge Rafaat, que era conhecido como o rei da fronteira, foi executado por rivais, supostamente. 

O encontro entre Sérgio Moro, o presidente do Paraguai e a ministra da Segurança da Argentina estava marcado para a tarde desta segunda-feira (03), na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

Reportagem, Cristiano Carlos