Menu

Shazam! chega com tudo e DC reforça a identidade do personagem em novo filme

No enredo, Zachary Levi interpreta um super-herói de primeira viagem, que mistura comédia com ação

Banners
Crédito: Divulgação

Ao contrário dos filmes que contam a história de super-heróis experientes como o Superman, Shazam! entra de vez no universo dos superpoderes e enfrenta a sua primeira batalha contra um vilão extremamente poderoso: o Doutor Silvana.

Na trama, o diretor David Sandberg foca na história de como tudo começou. Billy Batson, uma criança de 14 anos, interpretada por Asher Angel, foi escolhido como ‘O Campeão’ por um mago milenar para receber poderes como herança de vários deuses. Assim que seu corpo é tomado pela magia, Billy se transforma em um super-herói, sarado, com a aparência de um homem de 30 anos.

Os efeitos especiais são bem elaborados e bastante atrativos, principalmente nos momentos em que a transformação de Billy acontece. Ao gritar a palavra Shazam, um raio vindo do céu atinge seu peito e o transforma em um herói. Uma espécie de mente de uma criança no corpo de um Deus.

No início do filme é um pouco difícil identificar quem é quem nos papéis dos personagens. A história se confunde um pouco entre o passado e o presente, em que a DC tenta deixar claro que a busca do mago pelo herói de bom coração começou há muito tempo, antes mesmo de Billy Batson nascer.

O enredo se passa em um período de Natal. Em várias cenas, é possível ver a neve pela cidade, Papai Noel, decorações natalinas, com uma fotografia aconchegante, justamente para lembrar o público que é uma data especialmente comemorada em família. Por conta das histórias dos personagens, percebe-se que a época do ano foi escolhida propositalmente com intenção de aproximar os públicos infantil e adulto.

Tentando se aproximar da realidade atual, o filme também traz uma reflexão sutil sobre o uso da tecnologia, com ênfase no mundo das visualizações e seguidores nas redes sociais.

O universo da DC utilizou bastante a criatividade ao criar ‘memes’ ao longo do filme, e trazer também algumas referências a jogos antigos, como Street Fighter e Mortal Kombat. A trilha sonora do filme possui músicas que ajudam o público a imaginar o estado emocional dos personagens em alguns momentos, caso da música ‘Feels’, de Pharrell Williams. A canção fala sobre buscar adrenalina e sentir a diversão.

Como de costume, o filme possui cenas pós-créditos e uma delas é surpreendente, então vale ficar até o final! O filme estreia nesta quinta-feira (4) nos cinemas de todo o Brasil.

Outro lançamento, ainda nesta semana, é o do drama histórico Duas Rainhas. O longa conta a história de Mary, que ainda na infância foi prometida a Francis, o filho mais velho do rei Henrique II e foi levada para a França. Porém, o príncipe morreu e Mary precisou voltar para a Escócia para tentar derrubar a prima Elizabeth I, Rainha da Inglaterra. O elenco conta com Margot Robbie.

Já na Netflix, a novidade é a série original Tijuana. a plataforma continua inovando distribuindo produções de diferentes partes do mundo para todos os assinantes. Feita no México, Tijuana é sobre o assassinato de um político importante, aonde jornalistas do próprio país arriscam a própria vida atrás da verdade. A partir do dia 5 de abril na Netflix.

 

Isabella França

Isabella descobriu ainda na faculdade seu talento para locução. Com a ajuda de uma professora aprimorou suas técnicas e hoje tem uma das vozes mais marcantes da Agência do Rádio. Amante das pautas mais distantes de seu cotidiano, Isa gosta de se desafiar enquanto finaliza seu curso de jornalismo.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

Ao contrário dos filmes que contam a história de super-heróis experientes como o Superman, Shazam! entra de vez no universo dos superpoderes e enfrenta a sua primeira batalha contra um vilão extremamente poderoso: o Doutor Silvana.

Na trama, o diretor David Sandberg foca na história de como tudo começou. Billy Batson, uma criança de 14 anos, interpretada por Asher Angel, foi escolhido como ‘O Campeão’ por um mago milenar para receber poderes como herança de vários deuses. Assim que seu corpo é tomado pela magia, Billy se transforma em um super-herói, sarado, com a aparência de um homem de 30 anos.

Os efeitos especiais são bem elaborados e bastante atrativos, principalmente nos momentos em que a transformação de Billy acontece. Ao gritar a palavra Shazam, um raio vindo do céu atinge seu peito e o transforma em um herói. Uma espécie de mente de uma criança no corpo de um Deus.

No início do filme é um pouco difícil identificar quem é quem nos papéis dos personagens. A história se confunde um pouco entre o passado e o presente, em que a DC tenta deixar claro que a busca do mago pelo herói de bom coração começou há muito tempo, antes mesmo de Billy Batson nascer.

O enredo se passa em um período de Natal. Em várias cenas, é possível ver a neve pela cidade, Papai Noel, decorações natalinas, com uma fotografia aconchegante, justamente para lembrar o público que é uma data especialmente comemorada em família. Por conta das histórias dos personagens, percebe-se que a época do ano foi escolhida propositalmente com intenção de aproximar os públicos infantil e adulto.

Tentando se aproximar da realidade atual, o filme também traz uma reflexão sutil sobre o uso da tecnologia, com ênfase no mundo das visualizações e seguidores nas redes sociais.

O universo da DC utilizou bastante a criatividade ao criar ‘memes’ ao longo do filme, e trazer também algumas referências a jogos antigos, como Street Fighter e Mortal Kombat. A trilha sonora do filme possui músicas que ajudam o público a imaginar o estado emocional dos personagens em alguns momentos, caso da música ‘Feels’, de Pharrell Williams. A canção fala sobre buscar adrenalina e sentir a diversão.

Como de costume, o filme possui cenas pós-créditos e uma delas é surpreendente, então vale ficar até o final! O filme estreia nesta quinta-feira (4) nos cinemas de todo o Brasil.

Outro lançamento, ainda nesta semana, é o do drama histórico Duas Rainhas. O longa conta a história de Mary, que ainda na infância foi prometida a Francis, o filho mais velho do rei Henrique II e foi levada para a França. Porém, o príncipe morreu e Mary precisou voltar para a Escócia para tentar derrubar a prima Elizabeth I, Rainha da Inglaterra. O elenco conta com Margot Robbie.

Já na Netflix, a novidade é a série original Tijuana. a plataforma continua inovando distribuindo produções de diferentes partes do mundo para todos os assinantes. Feita no México, Tijuana é sobre o assassinato de um político importante, aonde jornalistas do próprio país arriscam a própria vida atrás da verdade. A partir do dia 5 de abril na Netflix.

Reportagem, Isabella França