Menu

Sob protestos, Bolsonaro assina contratos comerciais e tecnológicos na Índia

Em visita ao país, na última semana, o presidente assinou uma série de acordos comerciais e tecnológicos, com a promoção de biocombustíveis, além de segurança cibernética

Banners
Foto: Clauber Cleber / Agência Brasil


Convidado de honra para a festa que celebra a independência da Índia, o Republic Day, o presidente Jair Bolsonaro não foi recebido de forma tão amigável por parte da população. Ao contrário disso, o presidente brasileiro chegou à Nova Déli em clima de manifestação contra seu governo. Na cidade de Mumbai, ativistas ambientais se reuniram e exibiram cartazes com dizeres: "destruidor da Amazônia não é nosso convidado", "quem matou Marielle Franco?", ou ainda "Bolsonaro, vá embora".

Bolsonaro foi à Índia na última semana para assinar uma série de acordos comerciais e tecnológicos, com a promoção de biocombustíveis, além de segurança cibernética.No total, os dois países assinaram outros 15 atos de cooperação e expressaram apoio mútuo ao ingresso no Conselho de Segurança da ONU.


 

Agência do Rádio



Cadastre-se

Convidado de honra para a festa que celebra a independência da Índia, o Republic Day, o presidente Jair Bolsonaro não foi recebido de forma tão amigável por parte da população. Ao contrário disso, o presidente brasileiro chegou à Nova Déli em clima de manifestação contra seu governo. Na cidade de Mumbai, ativistas ambientais se reuniram e exibiram cartazes com dizeres: "destruidor da Amazônia não é nosso convidado", "quem matou Marielle Franco?", ou ainda "Bolsonaro, vá embora".

Bolsonaro foi à Índia na última semana para assinar uma série de acordos comerciais e tecnológicos, com a promoção de biocombustíveis, além de segurança cibernética.No total, os dois países assinaram outros 15 atos de cooperação e expressaram apoio mútuo ao ingresso no Conselho de Segurança da ONU.

 

Reportagem, Camila Costa