Menu

Soja sofre alta no preço nesta quinta-feira (21)

A saca de 50 quilos do arroz vendida no Rio Grande do Sul teve alta de 0,71% no preço e é negociada a R$ 39,89

  • Repórter Paulo Henrique
  • Data de publicação: 21 de Fevereiro de 2019, 09:35h
Banners
Foto: Notícias Agrícolas

A saca de 60 quilos da soja começou a quinta-feira (21) com alta de 0,03% no Paraná, e o grão é vendido a R$ 72,59 no estado. Na cidade de Pedro Afonso, em Tocantins, o produto é comercializado a R$ 70,50. Já na cidade maranhense de Balsas o valor da saca é R$ 69, enquanto em Rondonópolis, no Mato Grosso, a soja é negociada a R$ 70.

A saca de 60 quilos do café arábica registrou redução de 0,15% no preço e é vendida a R$ 402,51 na cidade de São Paulo. O café robusta apresentou elevação no valor. A alta foi de 0,45% e a saca é comercializada a R$ 305,20 para retirada no Espírito Santo.

Já a saca de 50 quilos do arroz vendida no Rio Grande do Sul teve alta de 0,71% no preço. Agora, entre os gaúchos, a mercadoria é negociada a R$ 39,89. Enquanto isso, o valor do milho no mercado financeiro registrou queda de 0,50% e chega a R$ 41,43. Os valores são do Canal Rural e Cepea.
 


Comente...

Cadastre-se

A saca de 60 quilos da soja começou a quinta-feira (21) com alta de 0,03% no Paraná, e o grão é vendido a R$ 72,59 no estado. Na cidade de Pedro Afonso, em Tocantins, o produto é comercializado a R$ 70,50. Já na cidade maranhense de Balsas o valor da saca é R$ 69, enquanto em Rondonópolis, no Mato Grosso, a soja é negociada a R$ 70.

A saca de 60 quilos do café arábica registrou redução de 0,15% no preço e é vendida a R$ 402,51 na cidade de São Paulo. O café robusta apresentou elevação no valor. A alta foi de 0,45% e a saca é comercializada a R$ 305,20 para retirada no Espírito Santo.

Já a saca de 50 quilos do arroz vendida no Rio Grande do Sul teve alta de 0,71% no preço. Agora, entre os gaúchos, a mercadoria é negociada a R$ 39,89. Enquanto isso, o valor do milho no mercado financeiro registrou queda de 0,50% e chega a R$ 41,43. Os valores são do Canal Rural e Cepea.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes