Menu

BALNEÁRIO CAMBORIÚ (SC): Cidade está em situação de alerta para mosquito Aedes aegypti

Banners

Um dos destinos turísticos mais procurados de Santa Catarina, Balneário Camboriú está em situação de alerta para o Aedes aegypti. Em 2019, foram notificados 55 casos de dengue, contra seis em 2018. Para a chikungunya, houve, no ano passado, três registros importados da doença. Em relação à zika, não há notificações nos últimos dois anos. 

A diretora de Vigilância Ambiental de Balneário Camboriú, Eliane Guedes, aponta que um dos fatores que podem ter influenciado no aumento das notificações é a proximidade com municípios com números altos de casos. 

“Balneário Camboriú é um município turístico e está nos arredores de cidades que tiveram uma epidemia. Acaba afetando a cidade”.

Em Balneário Camboriú, o bairro das Nações e uma parte do centro da cidade foram onde ocorreram os maiores números de casos. Por isso, os agentes fazem mutirão nas casas para eliminar os focos.

O município realiza palestras e trabalha com o slogan “Dengue mata, não fique parado. Faça sua parte e elimine os focos do mosquito”.

De acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, Santa Catarina registrou, em 2019, 2,3 mil casos prováveis de dengue. No caso de chikungunya, foram 178 notificações. Em relação à zika, houve 20 notificações.

Diante dos números epidemiológicos, João Fuck, gerente de Vigilância de Zoonoses da Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina, pede que a população tenha cuidado com materiais que possam contribuir para a proliferação do Aedes aegypti.

“Evite locais que acumulem água. Desde pequenos recipientes, lixo, até recipientes maiores que não vemos todos os dias, como caixas d’água, calhas e cisternas. Eliminar tudo que pode e adequar aqueles que não podem ser descartados”.

Se você, morador de Balneário Camboriú, quer solicitar a visita de agentes em sua residência, basta ligar no telefone do Programa de Combate à Dengue, no número (47) 3261-6264. Repetindo: (47) 3261-6264. Caso deseje fazer alguma reclamação sobre locais que podem ser de risco, entre em contato com a Ouvidoria Municipal pelo 0800-644-3388, ou pelo WhatsApp, no número (47) 99982-1979. Repetindo: (47) 99982-1979.

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.  

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: Um dos destinos turísticos mais procurados de Santa Catarina, Balneário Camboriú está em situação de alerta para o Aedes aegypti. Em 2019, foram notificados 55 casos de dengue, contra seis em 2018. Para a chikungunya, houve, no ano passado, três registros importados da doença. Em relação à zika, não há notificações nos últimos dois anos. 

A diretora de Vigilância Ambiental de Balneário Camboriú, Eliane Guedes, aponta que um dos fatores que podem ter influenciado no aumento das notificações é a proximidade com municípios com números altos de casos. 
 

TEC./SONORA: Eliane Guedes, diretora de Vigilância Ambiental. 

“Balneário Camboriú é um município turístico e está nos arredores de cidades que tiveram uma epidemia. Acaba afetando a cidade”.
 

LOC.: Em Balneário Camboriú, o bairro das Nações e uma parte do centro da cidade foram onde ocorreram os maiores números de casos. Por isso, os agentes fazem mutirão nas casas para eliminar os focos.

O município realiza palestras e trabalha com o slogan “Dengue mata, não fique parado. Faça sua parte e elimine os focos do mosquito”.

De acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, Santa Catarina registrou, em 2019, 2,3 mil casos prováveis de dengue. No caso de chikungunya, foram 178 notificações. Em relação à zika, houve 20 notificações.

Diante dos números epidemiológicos, João Fuck, gerente de Vigilância de Zoonoses da Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina, pede que a população tenha cuidado com materiais que possam contribuir para a proliferação do Aedes aegypti.
 

TEC./SONORA: João Fuck, gerente de Vigilância de Zoonoses da Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina.

“Evite locais que acumulem água. Desde pequenos recipientes, lixo, até recipientes maiores que não vemos todos os dias, como caixas d’água, calhas e cisternas. Eliminar tudo que pode e adequar aqueles que não podem ser descartados”.

LOC.: Se você, morador de Balneário Camboriú, quer solicitar a visita de agentes em sua residência, basta ligar no telefone do Programa de Combate à Dengue, no número (47) 3261-6264. Repetindo: (47) 3261-6264. Caso deseje fazer alguma reclamação sobre locais que podem ser de risco, entre em contato com a Ouvidoria Municipal pelo 0800-644-3388, ou pelo WhatsApp, no número (47) 99982-1979. Repetindo: (47) 99982-1979.

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.