Menu

Traficante mexicano El Chapo pode estar tramando nova fuga da cadeia

De acordo com o Washington Post, as autoridades informaram que os advogados do traficante estão fazendo pedidos suspeitos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

A defesa do traficante mexicano El Chapo fez pedidos que trouxeram suspeitas sobre uma possível fuga. Joaquín Guzmán está preso no Supermax – presídio de segurança máxima, no estado do Colorado, nos Estados Unidos.

De acordo com os advogados do chefe do narcotráfico, o isolamento de dois anos e meio está causando sofrimento e privação do sono. Por isso, foi feito um pedido para que o presidiário tivesse duas horas semanais de exercício físico ao ar livre, receber a mesma comida e bebida dos outros detentos, uma autorização para comprar seis garrafas de água por semana, além de tampões de ouvido.

Os promotores federais, no entanto, não acreditaram nesses argumentos e negaram todos os pedidos feitos pela defesa. Eles suspeitam que El Chapo esteja planejando fugir da cadeia.

No julgamento de um outro traficante, em fevereiro, um ex-guarda-costas de Chapo delatou vários assassinatos ordenados ou cometido pelo mexicano. No dia 25 de junho está programada a sentença final de Joaquín Guzmán, que pode o condenar a mais uma prisão perpétua. As informações são do jornal americano Washington Post.

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

A defesa do traficante mexicano El Chapo fez pedidos que trouxeram suspeitas sobre uma possível fuga. Joaquín Guzmán está preso no Supermax – presídio de segurança máxima, no estado do Colorado, nos Estados Unidos.

De acordo com os advogados do chefe do narcotráfico, o isolamento de dois anos e meio está causando sofrimento e privação do sono. Por isso, foi feito um pedido para que o presidiário tivesse duas horas semanais de exercício físico ao ar livre, receber a mesma comida e bebida dos outros detentos, uma autorização para comprar seis garrafas de água por semana, além de tampões de ouvido.

Os promotores federais, no entanto, não acreditaram nesses argumentos e negaram todos os pedidos feitos pela defesa. Eles suspeitam que El Chapo esteja planejando fugir da cadeia.

No julgamento de um outro traficante, em fevereiro, um ex-guarda-costas de Chapo delatou vários assassinatos ordenados ou cometido pelo mexicano. No dia 25 de junho está programada a sentença final de Joaquín Guzmán, que pode o condenar a mais uma prisão perpétua. As informações são do jornal americano Washington Post.

Reportagem, Sara Rodrigues