Menu

TSE arquiva investigação de crime eleitoral contra Haddad

Abertura da ação havia sido protocolada em 2018 pelo então candidato a deputado federal Kim Kataguiri

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: EBC

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (9), arquivar uma ação de investigação judicial eleitoral contra o ex-candidato à Presidência da República, Fernando Haddad.

A ação foi protocolada no ano passado pelo então candidato a deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP). Segundo ele, Haddad era suspeito de praticar caixa 2 e não teria declarado o pagamento de um milhão e duzentos mil reais na contratação de uma empresa de pesquisas.

Segundo o relator do caso no TSE, ministro Jorge Mussi, o gasto do candidato do PT foi realmente declarado. A partir desse entendimento, os demais magistrados seguiram o voto do relator.

 

Cintia Moreira

Com 3 anos de formação, Cintia sempre optou pelo radiojornalismo. Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (9), arquivar uma ação de investigação judicial eleitoral contra o ex-candidato à Presidência da República, Fernando Haddad.

A ação foi protocolada no ano passado pelo então candidato a deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP). Segundo ele, Haddad era suspeito de praticar caixa 2 e não teria declarado o pagamento de um milhão e duzentos mil reais na contratação de uma empresa de pesquisas.

Segundo o relator do caso no TSE, ministro Jorge Mussi, o gasto do candidato do PT foi realmente declarado. A partir desse entendimento, os demais magistrados seguiram o voto do relator.

Reportagem, Cintia Moreira