Menu

VALENÇA (BA): Agentes de combate ao mosquito transmissor vistoriam imóveis da cidade

O município tem cerca de 40 mil imóveis e é importante que nenhuma residência deixe de ser vistoriada

Banners

LOC: Trinta e sete agentes de endemias estão nas ruas de Valença para combater o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. A equipe passa de casa em casa para fazer vistorias e ensinar a população a evitar a formação de criadouros do mosquito. Os moradores devem prestar bastante atenção às orientações dadas pelos agentes, pois a tarefa vai ficar por conta de cada família, na própria residência. É fundamental que a população receba bem os agentes de combate, porque a luta contra o mosquito se torna mais eficiente, como explica a Diretora da Vigilância Epidemiológica de Valença, Fernanda Rocha.

TEC/SONORA: Fernanda Rocha, Diretora da Vigilância Epidemiológica

“Abrindo a porta para os agentes de endemias, você fica inteirado do que está acontecendo, das propriedades do mosquito, de como o mosquito age. Então esse é o apelo que nós fazemos, como secretaria municipal de Saúde. E nós queremos uma saúde de qualidade para o município de Valença.”

LOC: Valença tem cerca de 40 mil imóveis e é importante que nenhuma residência deixe de ser vistoriada. A funcionária pública Jacilene dos Santos, de 42 anos, mora em Tento. Ela já recebeu a visita dos agentes e conta o que aprendeu com as dicas que eles dão.

TEC/SONORA: Jacilene dos Santos, funcionária pública

“Eu costumo limpar meu quintal direito: não deixo água parada, vasinhos pequenos e nem tampas de refrigerante.”

LOC: Se você passa o dia todo fora de casa e não tem como receber a equipe de combate ao mosquito, ligue no telefone da Secretaria Municipal de Saúde e agende uma vistoria. O número é 3641-9595. Para saber mais, acesse: saude.gov.br/combateaedes.
 

Agência do Rádio



Conteúdos relacionados

Cadastre-se