Menu

Verdão larga na frente e Fla arranca empate do Furacão fora de casa

Grêmio sai na frente, vacila, e cede o empate para o Bahia

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O calendário nacional voltou com tudo. Na noite desta quarta-feira (10), três partidas abriram as quartas de final da Copa Do Brasil.

E quem largou na frente por uma vaga na próxima fase foi o Palmeiras. O Verdão jogou em casa contra o Internacional, com mais de 36 mil torcedores. O jogo começou truncado, com as duas equipes se estudando e não dando muitos espaços. No entanto, a equipe paulista, que lidera o Brasileirão, não precisa de muitas chances para mostrar sua força. Aos 21 minutos, na primeira delas, Bruno Henrique fez bom cruzamento e Zé Rafael mandou para rede. Um a zero Palmeiras.

O Colorado tentou reação no restante do jogo, mas não conseguiu furar a forte defesa alviverde, que completou o 13º jogo sem sofrer gols. Final, Palmeiras um, Internacional zero. O Verdão agora joga por um empate no jogo de volta, no Beira Rio, para ficar com a classificação para as semis. Já o Inter precisa vencer por dois gols de diferença para seguir na luta pelo título.

Na Arena da Baixada, teste de nervos para torcedores do Athletico Paranaense e do Flamengo, em jogo marcado pela atuação do árbitro de vídeo. O Furacão, como de costume dentro de sua casa, dominou o jogo e logo aos 19 botou a primeira bola na rede com Marco Rúben. Ao consultar o VAR, O árbitro anulou o gol, devido à um impedimento no início da jogada. Aos 34, parecia replay. Marco Rúben mais uma vez marcou, mas viu o gol ser invalidado pelo árbitro de vídeo. Enquanto isso, o Fla na estreia do técnico português Jorge Jesus passava sufoco.

Logo na volta da segunda etapa, finalmente, o Athletico fez um gol que valeu. Léo Pereira fez após cobrança de escanteio e deixou a equipe dona da casa na frente. O Mengão acordou com o gol e começou a jogar melhor, e aos 19, Gabigol recebeu após cobrança de lateral e tocou na saída de Santos. Um a um. Aos 38, Marcelo Cirino deixou o dele, mas de novo o VAR entrou em ação e anulou o gol por impedimento. Final, Athletico Paranaense um, Flamengo um. A decisão será no Maracanã e quem vencer fica com a vaga.

Igualdade também em Porto Alegre. Em jogo de muito equilíbrio, Grêmio e Bahia empataram em um a um. Vivendo um momento excepcional, Éverton Cebolinha sofreu pênalti e marcou para o Tricolor Gaúcho no último minuto da primeira etapa. Mas logo na volta do intervalo o Bahia mostrou que não facilitaria a vida do rival e marcou com Gilberto. As duas equipes voltam a se enfrentar na semana que vem na Arena Fonte Nova. Quem vencer, avança para as semifinais.

Nesta quinta-feira, Minas Gerais vai parar. No Mineirão, Atlético e Cruzeiro fazem o primeiro confronto por uma vaga. Acho que não precisa falar muito mais, né? É clássico valendo vaga, à partir das oito da noite, horário de Brasília.
 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

O calendário nacional voltou com tudo. Na noite desta quarta-feira (10), três partidas abriram as quartas de final da Copa Do Brasil.

E quem largou na frente por uma vaga na próxima fase foi o Palmeiras. O Verdão jogou em casa contra o Internacional, com mais de 36 mil torcedores. O jogo começou truncado, com as duas equipes se estudando e não dando muitos espaços. No entanto, a equipe paulista, que lidera o Brasileirão, não precisa de muitas chances para mostrar sua força. Aos 21 minutos, na primeira delas, Bruno Henrique fez bom cruzamento e Zé Rafael mandou para rede. Um a zero Palmeiras.

O Colorado tentou reação no restante do jogo, mas não conseguiu furar a forte defesa alviverde, que completou o 13º jogo sem sofrer gols. Final, Palmeiras um, Internacional zero. O Verdão agora joga por um empate no jogo de volta, no Beira Rio, para ficar com a classificação para as semis. Já o Inter precisa vencer por dois gols de diferença para seguir na luta pelo título.

Na Arena da Baixada, teste de nervos para torcedores do Athletico Paranaense e do Flamengo, em jogo marcado pela atuação do árbitro de vídeo. O Furacão, como de costume dentro de sua casa, dominou o jogo e logo aos 19 botou a primeira bola na rede com Marco Rúben. Ao consultar o VAR, O árbitro anulou o gol, devido à um impedimento no início da jogada. Aos 34, parecia replay. Marco Rúben mais uma vez marcou, mas viu o gol ser invalidado pelo árbitro de vídeo. Enquanto isso, o Fla na estreia do técnico português Jorge Jesus passava sufoco.

Logo na volta da segunda etapa, finalmente, o Athletico fez um gol que valeu. Léo Pereira fez após cobrança de escanteio e deixou a equipe dona da casa na frente. O Mengão acordou com o gol e começou a jogar melhor, e aos 19, Gabigol recebeu após cobrança de lateral e tocou na saída de Santos. Um a um. Aos 38, Marcelo Cirino deixou o dele, mas de novo o VAR entrou em ação e anulou o gol por impedimento. Final, Athletico Paranaense um, Flamengo um. A decisão será no Maracanã e quem vencer fica com a vaga.

Igualdade também em Porto Alegre. Em jogo de muito equilíbrio, Grêmio e Bahia empataram em um a um. Vivendo um momento excepcional, Éverton Cebolinha sofreu pênalti e marcou para o Tricolor Gaúcho no último minuto da primeira etapa. Mas logo na volta do intervalo o Bahia mostrou que não facilitaria a vida do rival e marcou com Gilberto. As duas equipes voltam a se enfrentar na semana que vem na Arena Fonte Nova. Quem vencer, avança para as semifinais.

Nesta quinta-feira, Minas Gerais vai parar. No Mineirão, Atlético e Cruzeiro fazem o primeiro confronto por uma vaga. Acho que não precisa falar muito mais, né? É clássico valendo vaga, à partir das oito da noite, horário de Brasília.

Reportagem, Raphael Costa